Collection and Recycling of Solid Urban Waste: Contribution to Debate Ambiental Sustentability

Giovana Goretti Feijó de Almeida, Rosí Cristina Espindola da Silveira, Vonia Engel

Abstract


Purpose – To reflect on the selective collection of solid urban waste and what causes unrestrained consumption to society without considering the disposal of the products it consumes.

Theoretical framework – The theoretical framework is structured based on the approach to planning policy in the scope of urban solid waste and discussions on lifestyles and environmental education based on the consumption and disposal of urban solid waste. At the end, we present the case of solid urban waste, in Santa Cruz do Sul-RS. This research also discusses how the selective collection and the recycling process of solid urban waste are guided in the context of environmental planning policies, in the municipality of Santa Cruz do Sul-RS, in the period from 2013 to 2016, and from the term of the Municipal Plan for Integrated Solid Waste Management - PMGIRS.

Design/methodology/approach – The method is a case study with qualitative research, including secondary data from IBGE, PMGIRS, PERS and SNIS. Questionnaires were applied to SMMASS; Conesul and COOMCAT.

Findings – The educational-environmental issue is also a strategy to face the problems related to the recycling of solid urban waste. Although laws have been passed since 2010, only current legislation is still insufficient. Society lacks interest in the correct disposal of urban waste, which reveals indifference to those who work in recycling (waste pickers). It is important to work with quality of life in order to promote local and regional development.

Research, Practical & Social implications – The importance of working with environmental awareness in the selective collection of solid waste, together with socio-environmental issues from an early age, through an educational stance, as well as the understanding that we are all co-responsible for what society produces and discards.

Originality/value – It focuses on discussions on selective collection with a view to recycling solid urban waste, in Santa Cruz do Sul-RS, from the perspective of local and regional development.

 


Keywords


Solid waste; Environmental planning; Regional development; Public environmental policies; Environmental education

References


BRASIL (2007). Lei n. º 11.445, de 5 de janeiro de 2007. Estabelece as diretrizes nacionais para o saneamento básico. Disponível em: . Acesso em jan. 2016.

BRASIL (2010). Lei n. º 12.305 de 02 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Disponível em . Acesso em jan. 2017.

BRASIL (1999). Lei n. º 9.795 de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental e institui a Política Nacional de Educação Ambiental. Disponível em . Acesso em jan. 2017.

BRASIL (2010). Decreto n. º 7.474 de 23 de dezembro de 2010. Regulamenta a Lei 12.305/2010. Disponível em . Acesso em jan. 2017.

BRASIL (2010). Decreto n.º 7.405 de 23 de dezembro de 2010 – Instituiu o Programa Pró-Catador, denominou de Comitê Interministerial para Inclusão Social de Catadores de Materiais Reutilizáveis e Recicláveis. Disponível em

/legislacao/leis-e-decretos-federais>. Acesso em jan. 2017.

BRASIL (2016). Portal Brasil. Site institucional do Governo Federal. Disponível em: . Post abril, 2012. Acesso em jan. 2016.

CISVALE (2016). Consórcio intermunicipal de serviços do Vale do Rio Pardo. Site Institucional. Disponível em: . Acesso em: fev. 2016.

COOMCAT (2015). Coleta seletiva solidária, Santa Cruz do Sul, 2015. 1 folder. Apoio Secretaria de meio ambiente do município de Santa Cruz do Sul. Material elaborado para o projeto Transformando lixo em solidariedade.

CNVR (2016). Companhia Rio-grandense de Valorização de Resíduos. Site Institucional. Disponível em: . Acesso em: fev. 2016.

IBGE (2010). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Indicadores do Desenvolvimento Sustentável. In: Estudos e Pesquisas: Informação geográfica, N. 7, Brasil, Rio de Janeiro, 2010. Disponível em:

pdf>. Acesso em: jan. 2016.

IBGE (2016). Site institucional do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Disponível em

ficos:-informa%E7%F5es-completas>. Acesso em: jan. 2016.

FERREIRA, Roseane Bianca (2010). Usina de lixo é gerida por catadores. Jornal Gazeta do Sul, Portal Gaz, Santa Cruz do Sul, 07 set. 2010. Disponível em:

ttp://www.grupogaz.com.br/gazetadosul/noticia/240970-usina_de_lixo_e_gerid

a_por_catadores/edicao:2010-09-07.html>. Acesso em jan. 2016.

FIGUEIREDO, Paulo J. M. (1994). A Sociedade do Lixo: os resíduos, a questão energética e a crise ambiental. Piracicaba/SP: Ed. UNIMEP.

GIDDENS, Anthony (2010). Retorno ao Planejamento? In: A política da mudança climática. Rio de Janeiro: Zahar, p. 120-163.

LEONARD, Annie (2011). A História das Coisas: da natureza ao lixo, o que acontece com tudo o que consumimos. Rio de Janeiro: Zahar.

MUELLER, Charles C (2012). Os economistas e as relações entre o sistema econômico e o meio ambiente. Brasília: Editora Universidade de Brasília.

NOVO, María V. (1997). El Análisis de los problemas ambientales: modelos y metodología. In: NOVO, M. V. & LARA, RAMÓN T. Medio Ambiente y Educación Ambiental. Madrid: UNESCO/Fundación Universidad-Empresa de Madrid, p.19-59.

PERES, Renata B.; CHIQUITO, Elisângela de A. (2012) Ordenamento Territorial, Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional. In: Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais. V.14, n.º2, 2012, p.71-86. Disponível em: < http://unuhospedagem.com.br/

revista/rbeur/index.php/rbeur/article/view/4102/4000>. Acesso em: set. 2015.

PNRS (2010). Política Nacional de Resíduos Sólidos, Lei nº 12.305, de 2 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências.

PMSCS (2013). Prefeitura Municipal de Santa Cruz do Sul. Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos. Relatório de Dezembro de 2013. Disponível em . Acesso em: fev. 2016.

RIBEIRO, Wladimir A. (2012). A relação entre os marcos regulatórios de saneamento básico e dos resíduos sólidos. In: JARDIM, Arnaldo; YOSHIDA, Consuelo; MACHADO FILHO, José V. (Org.). Política Nacional, Gestão e Gerenciamento de Resíduos Sólidos. Baueri/SP, Monole, 2012, p. 541-560.

SILVEIRA, Daniela Jaqueline (2016). Departamento de Controle e Qualidade Ambiental de Santa Cruz do Sul. Entrevista concedida a Giovana Goretti Feijó de Almeida, em 16 fevereiro de 2016.

SILVEIRA, Rosí Cristina Espindola da; MORAES, Jorge André Ribas; TURCATTO, Carolina Bolfe; BOUVIE, Luiza (2014). Tecnologias e Modelos de Gestão de Resíduos Sólidos no Município de Santa Cruz do Sul. Santa Cruz do Sul-RS. In: Revista Ágora (UNISC). v.16, p. 156-184, 2014.

SILVEIRA, Rosí Cristina Espindola da; SCHIMITZ, José Antônio Kroeff; SANTOS, Willian Goettert (2014). Avanços e Retrocessos do Fórum de Ação pela Coleta Seletiva Solidária e Reciclagem em Santa Cruz do Sul – FACS. In Anais do IX Simpósio Internacional de Qualidade Ambiental – Energia e Ambiente. Porto Alegre: ABES-RS, 2014.

SILVEIRA, Rosí Cristina Espindola da; PHILIPPI, Luiz Sérgio (2013). Gestão Consorciada de Resíduos Sólidos em Municípios de Pequeno Porte no Sul do Brasil. In Anais do 27º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental. Goiânia: ABES, 2013.

SMMASS (2015). Secretaria de meio ambiente do município de Santa Cruz do Sul. Site institucional. Abril, 2015 Disponível em:

secretaria-de-meio-ambiente-mapeia-16-pontos-de-descarte-irregular>. Acesso em: jan. 2016.

SNIS (2016). Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento. Disponível em: . Acesso em fev. 2016.

ZERBINI, Fabíola M. (2006). Modernidade e Crise Socioambiental. In: CINQUETTI, Heloisa C. S. e LOGAREZZI, Amadeo. Consumo e Resíduo: Fundamentos para o trabalho educativo. São Carlos/SP: EdUFSCar, 2006, p.43-57.




DOI: https://doi.org/10.24023/FutureJournal/2175-5825/2020.v12i2.445

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM




Copyright (c) 2020 Future Studies Research Journal: Trends and Strategies

Future Stud. Res. J. e-ISSN: 2175-5825

Mailing Address: Avenida Drª Ruth Cardoso, 7221 - CEP 05425-070 - Pinheiros - São Paulo/SP - Brasil

The publications of this journal are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.